Seleccione área geográfica  
Global contacts

We operate in more than 50 countries around the world. If your country is not on the list, please refer to our global contacts.

View contacts
Global contacts

We operate in more than 50 countries around the world. If your country is not on the list, please refer to our global contacts.

View contacts
Global contacts

We operate in more than 50 countries around the world. If your country is not on the list, please refer to our global contacts.

View contacts
Global contacts

We operate in more than 50 countries around the world. If your country is not on the list, please refer to our global contacts.

View contacts
Global contacts

We operate in more than 50 countries around the world. If your country is not on the list, please refer to our global contacts.

View contacts
Notícias
socialdistancing02

Quais os pontos-chave para um regresso ao trabalho mais seguro e eficaz?

Perante o panorama que iremos viver após a COVID-19, a mudança de hábitos será acompanhada por uma alteração nos espaços e nos serviços. Isto traduzir-se-á na necessidade de criar ambientes de trabalho mais seguros e eficientes; onde os serviços de consciencialização individual relativamente à higiene e limpeza serão dois dos principais fatores para o regresso ao trabalho.

A retoma da atividade laboral implicará a necessidade de fazer mudanças imediatas no dia-a-dia das organizações para garantir a saúde e a segurança dos seus colaboradores e utilizadores. Um dos pontos-chave para esse regresso ao trabalho será, sem dúvida, a implementação de medidas rigorosas de segurança e de higiene nos espaços.

Neste momento em que o grande desafio como sociedade é combater a pandemia, a ISS está a adaptar os seus protocolos para esta nova etapa, com o objetivo de garantir a segurança e a saúde no trabalho da forma mais eficaz.

Sabemos que, a partir de agora, as empresas de serviços devem trabalhar com o foco nesse objetivo, implementando medidas específicas tendo em consideração os colaboradores internos, os fornecedores, clientes e utilizadores.
 

Foco nas pessoas


Como para tantas outras coisas, 2020 irá marcar um antes e um depois na forma como compreendemos a segurança e a saúde nos nossos postos de trabalho e para isso é primordial esta mudança de mentalidade.

Por este motivo, é essencial garantir que todas as pessoas possam regressar ao trabalho nas melhores condições de segurança e saúde. Uma abordagem que beneficia o aumento do bem-estar e da felicidade dos colaboradores, o que afeta positivamente o desempenho no trabalho.
 
Partilhamos aqui algumas recomendações para um regresso eficiente ao trabalho:
O que fazer previamente: comunicação e o papel crucial dos serviços de limpeza
 
A base do regresso à normalidade está nos modelos elevados de higiene básica e na importância da consciencialização individual dos mesmos. Neste sentido, será essencial que as empresas realizem um trabalho pedagógico e de comunicação que lhes permita explicar às equipas a nova realidade que enfrentam num ambiente de trabalho que deve ser diferente do anterior à pandemia.

Por isso, é importante reforçar a comunicação interna antes do regresso ao workplace: todos os colaboradores devem receber e conhecer as novas diretrizes de comportamento (higiene pessoal, distanciamento social, sintomas, horas de trabalho, turnos, etc.) antes de regressar às instalações, entre as quais se destacam as novas medidas de limpeza e desinfeção.
 
Além da importância do envolvimento dos colaboradores em manter a higiene adequada no seu próprio espaço de trabalho, há vários pontos e áreas críticas que os serviços de limpeza devem ter em consideração e em que locais deve ser reforçado. Isto inclui puxadores, botões dos elevadores, corrimãos para escadas, torneiras, tampos de wc e dispensadores de sabão e papel, superfícies de contacto e mesas nos refeitórios e nas áreas de descanso, impressoras e fotocopiadoras ou écrans, e restantes superfícies na receção e nos lobbys.


Recomendações nos espaços de trabalho

Perante esta realidade à qual todos temos que nos adaptar, será essencial adotar novas dinâmicas que irão mudar o nosso quotidiano. Um exemplo desta nova realidade é que objetos partilhados, como jornais ou revistas, irão desaparecer e outros, como tapetes desinfetantes irão aparecer nas entradas. Neste sentido, são propostas uma série de recomendações do ponto de vista da gestão de espaços de trabalho que permitem um regresso seguro e sustentável
Capacidade do edifício: optar por um regresso escalonado às instalações, sem exceder 50% da ocupação do espaço e avaliar a relocalização dos postos de trabalho em função dos planos das instalações e tendo em conta as recomendações de distância de segurança definidas pelas autoridades de saúde.
Utilização do edifício: recomendação do uso de sensores para monitorizar a utilização do espaço
Trabalhar por turnos: avaliar turnos de trabalho em dias alternados ou em horários distintos, em função do trabalho dos departamentos ou distribuição dos espaços
Circulação de pessoas no edifício: implementar, caso seja possível, fluxos de circulação com um sentido único, para evitar o cruzamento de pessoas nos corredores ou zonas comuns. Usar uma sinalética que marque a distância de segurança recomendada.
Uso de elevadores e escadas: limitar a capacidade dos elevadores e / ou mudar as rotinas das pessoas para minimizar a interação física. É recomendado um máximo de 2 pessoas em elevadores standard, evitando assim estar cara a cara.
Incentivar a utilização alternativa das escadas: fixar o sentido da direção nas escadas (por exemplo, direita para subir e esquerda para descer) respeitando as distâncias de segurança.
 

Quer saber mais sobre o serviço de desinfeção e limpeza profunda da ISS?